Custo Certo da FecomercioSP compara taxas de juros e máquinas de cartão – FecomercioLAB

Custo Certo da FecomercioSP compara taxas de juros e máquinas de cartão

5.00
é a nota deste artigo

Tomar decisões para o bom funcionamento da empresa é atitude corriqueira na vida dos empresários. Algumas delas, no entanto, podem requerer mais cuidado e pesquisa, como a escolha da maquininha para cartões e linhas de crédito. Abaixo, você verá como a FecomercioSP pode ajudá-lo nesse processo

 

O sucesso de qualquer empresa envolve uma série de cuidados que o empreendedor deve se atentar ao longo da vida do empreendimento – no lançamento, na manutenção ou até mesmo na expansão de suas operações –, independentemente de segmento, formato (ou tamanho) e localização do seu negócio.

Simplesmente você precisa estar atento a esses cuidados! Dos detalhes mais simples aos itens mais complexos, passando pela simples compra de material de limpeza e pelo pagamento das contas de água e luz até aplicações financeiras de seu capital, por exemplo. Temos certeza de que você deve estar acostumado a tomar esse tipo de decisões no seu dia a dia de empresário, seja de forma empírica (quando aprendemos na prática, testando e fazendo escolhas no dia a dia), seja aplicando conhecimento proveniente de formação acadêmica.

Portanto, é algo que você está acostumado a fazer. Mas como você já deve ter ouvido dizer por aí: Duas cabeças pensam melhor que uma. E é aqui que queremos chamar a sua atenção, porque, a partir de agora, você vai receber orientações de especialistas cujo o único interesse é abastecê-lo de informações importantes e avaliações que visam a proteger a saúde financeira do seu negócio.

Você terá disponível o respaldo de um profissional especializado no assunto para contrapor com a sua opinião e, assim, poder tomar uma decisão de forma mais tranquila e assertiva para o seu negócio. O que acha? Faz sentido esse tipo de orientação? Nós achamos que sim, e vamos explicar o porquê: Todas as informações sobre temas sensíveis ao seu negócio, como maquininhas e crédito, disponíveis online em uma pesquisa rápida em qualquer buscador – Google ou Yahoo, por exemplo –, estão contaminadas com opiniões de quem tem algum interesse em vender “este” ou “aquele” produto.

Atentos a isso, desenvolvemos dois materiais que tratarão de temas muito importantes e caros aos empresários e a você e que estão concentrados na mão de um poderoso mercado bem conhecido por todos nós: o financeiro. Quais são os temas? Maquinhas e crédito.

Maquininhas dispensam apresentação, há vários modelos e formatos de contratos disponíveis no mercado e, embora seja apenas um equipamento para pagamento, a escolha da maquininha pode trazer um impacto financeiro significativo no dia a dia dos negócios.

Você já pensou que pode comprometer a sua receita por utilizar uma maquininha inadequada?

Sobre contratação de crédito, podemos dizer o mesmo. Para investimento, capital de giro ou financiamento, é normal ficar confuso sobre a linha de crédito que pode atender melhor às suas necessidades. Levar em conta a taxa de juros mais baixa é um começo. No entanto, há outros fatores que devem ser considerados na hora de obter crédito.

Vamos nessa? Nossa ideia aqui é abastecê-lo de informações sobre esses dois produtos tão disputados pelos grandes bancos do País em campanhas milionárias que cansamos de ver em todos os cantos.

Portanto, seja bem-vindo ao Custo Certo! Um recurso eficaz que identifica o melhor equipamento e a opção de crédito mais adequada com base em informações dos principais segmentos do comércio de bens e serviços. Ou seja, ao utilizar a ferramenta, você, empreendedor, tem uma indicação das melhores possibilidades para a sua empresa. E ainda pode ter uma versão personalizada para o seu negócio/estabelecimento*.  

Ao fim de cada artigo (mensal, no caso das maquininhas, e bimestral, no caso de crédito), teremos uma avaliação que você pode fazer nos ajudando a balizar essa entrega feita pela nossa assessoria técnica. Isso nos ajuda a facilitar a sua tomada de decisão.

Saiba mais sobre cada um dos serviços:

Maquininha

Qual é a melhor disponível no mercado? É melhor comprar ou alugar o equipamento?

Na verdade, não existe uma máquina perfeita, mas a ideal para o seu negócio. Portanto, somente ao traçar um perfil da empresa é possível indicar o aparelho mais adequado.

– O que levar em conta para escolher a maquininha?

  • Relacionamento com o banco
    Se a máquina está atrelada ao banco em que são efetuadas as operações diárias, a empresa pode ter negociações de taxas e prazos facilitadas;

  • Atenção ao fluxo de caixa
    A depender do plano de contratação, as maquininhas oferecem compensação das vendas de um a 30 dias. Por isso, é importante avaliar a necessidade de caixa;

  • Cartões mais utilizados pelos clientes
    Nem todas as máquinas aceitam todos os cartões. Cada equipamento tem uma gama de redes de cartões de crédito e débito. Há modelos que aceitam, inclusive, vale-refeição. Portanto, a empresa deve avaliar os tipos de cartões que os clientes mais utilizam para não perder vendas;

  • Perfil de pagamento
    É importante analisar os porcentuais de compra dos clientes à vista no débito, à vista no crédito e no parcelamento. Isso porque cada uma dessas opções tem taxas distintas.

  • Perfil do estabelecimento e localidade
    Não se pode desprezar as condições de conexão à internet disponibilizadas na região em que a empresa atua. Dessa forma, deve-se pensar que, caso o sinal de Wi-Fi seja instável, é importante dispor de uma maquininha de conexão a cabo.

– Vale a pena ter um ou mais modelos?
Esse é outro ponto importante. Dependendo do perfil do negócio e dos clientes, pode ser interessante ter mais de uma máquina e de modelos diferentes. Caso um sistema falhe, o outro pode estar à mão de modo a não comprometer as vendas, bem como aceitar cartões distintos.

– Comprar ou alugar?
Há máquinas que têm mensalidades. Mas, em função do aumento da concorrência, o mercado está trabalhando com valores mais acessíveis para a compra dos equipamentos. De qualquer modo, não se pode esquecer que nem sempre a máquina de preço ou mensalidade mais baixa é a que melhor atende ao negócio.

Clique aqui para saber mais.

Crédito bancário

Para ajudar o empresário nessa questão financeira, a FecomercioSP faz um mapeamento das taxas de juros pré-fixadas cobradas nas principais linhas de crédito às pessoas jurídicas. São elas:

  • Antecipação de fatura de cartão de crédito;
  • Capital de giro com prazo de até 365 dias;
  • Cheque especial;
  • Desconto de cheques;
  • Desconto de duplicatas.

O levantamento é feito com base em dados divulgados semanalmente pelo Banco Central com as taxas de todas as instituições financeiras que oferecem esses tipos de crédito.

– Qual é a melhor linha de crédito?
Na hora de contratar um empréstimo, o primeiro critério a ser avaliado é a taxa de juros cobrada na operação.

Essa é uma análise importante, uma vez que as taxas podem variar bastante, de modo que uma escolha equivocada pode comprometer as finanças da empresa.

Contudo, não é apenas a menor taxa de juros que define a melhor linha de crédito para o estabelecimento.

– Quais critérios devem ser observados?

  • Localização do banco

Por mais que se encontre uma taxa de juros baixa para determinada modalidade, é possível que seja restrita a uma região, de modo que inviabilize a obtenção do crédito;

  • Acessibilidade
    Diversas instituições financeiras atendem a mercados específicos, como agronegócio, investimentos em máquinas, comércio exterior. Não são bancos populares, e o acesso é restrito;

  • Média
    As taxas divulgadas são as que as instituições financeiras praticam, mas não necessariamente oferecidas a todos os clientes. Os bancos têm critérios para concessão de crédito que envolvem a análise de risco para avaliar o montante a ser disponibilizado;

  • Receio
    O empresário tem em mente os principais bancos do País, mas alguns nomes desconhecidos podem aparecer na lista. Vale lembrar que, para oferecer crédito, as instituições financeiras têm várias responsabilidades e critérios rigorosos a serem seguidos, determinados pelo Banco Central. Assim, em caso de receio, indica-se visitar os sites dos bancos listados para conhecer os serviços e produtos oferecidos.

– O que é mais é preciso saber?
A FecomercioSP orienta o empresário a procurar a modalidade que o negócio utiliza com mais frequência.

Em seguida, verificar se há bancos comerciais e de fácil acesso na sua região ou via web que praticam as taxas mais baixas.

Também vale observar menores taxas que estejam ao alcance da empresa para poder barganhar melhores condições ao abrir uma nova conta.

Clique aqui para saber mais.

* Verifique a possibilidade de ter seu plano personalizado mandando um e-mail para: assessoria@fecomercio.com.br

Att.

Assessoria técnica

FecomercioSP

Qualquer dúvida, entre e contato 3254-1700 ou mande um e-mail para: assessoria@fecomercio.com.br

Empresário, quer ter acesso ao conteúdo exclusivo da FecomercioSP com dicas para ampliar e melhorar seu negócio? Clique aqui.